Como Projetar e Calcular uma Escada: Um Guia Detalhado

Como Projetar e Calcular uma Escada

Projetar e calcular uma escada é uma tarefa fundamental em muitos projetos de construção e renovação. Uma escada não só precisa cumprir requisitos estéticos, mas também ser funcional, confortável e segura. Aqui está um guia detalhado sobre como projetar e calcular uma escada, garantindo que todos os aspectos técnicos e matemáticos sejam cuidadosamente considerados.

Entendendo os Termos

Antes de mergulhar nos cálculos, é essencial entender alguns termos-chave:

  • Degrau: Composto por espelho (altura) e piso (parte onde se pisa).
  • Espelho (E): A altura vertical de cada degrau.
  • Piso (P): A parte horizontal onde se põe o pé, também conhecida como piso do degrau.
  • Linha de Pisada: A linha imaginária onde a maioria das pessoas pisará ao subir a escada.
  • Altura do Lance: A altura total que a escada precisa vencer.
  • Comprimento do Lance: A distância horizontal total da escada.

Fórmula de Blondel: O Equilíbrio entre Conforto e Espaço

A fórmula de Blondel é um princípio fundamental no design de escadas. Ela estabelece uma relação entre o piso (P) e o espelho (E) para criar uma escada confortável:

Nesta fórmula, 63 cm é considerado o passo médio de uma pessoa (alguns regulamentos podem variar este número entre 62 e 65 cm). O objetivo é manter a soma do dobro da altura do espelho mais a medida do piso dentro desse valor médio.

Passos para Projetar e Calcular uma Escada

  1. Determinar a Altura do Lance:
    • Meça a altura total que a escada precisa vencer, do piso inferior ao superior.
  2. Calcular o Número de Degraus:
    • Uma boa prática é começar pela altura do espelho. Alturas confortáveis estão entre 16 cm e 18 cm.
    • Divida a altura do lance pela altura do espelho escolhida (arredonde para o número inteiro mais próximo se necessário).
    • Ajuste a altura do espelho para distribuir uniformemente os degraus.
  3. Aplicar a Fórmula de Blondel:
    • Com a altura do espelho definida, use a fórmula de Blondel para determinar a profundidade do piso: P=63−2E
    • Verifique se as dimensões de piso e espelho estão dentro dos limites confortáveis e regulamentares.
  4. Definir o Comprimento do Lance:
    • Multiplique o número de degraus (menos um, já que o último piso é o piso superior) pela profundidade do piso para obter o comprimento total horizontal da escada.
  5. Considerar Largura e Patamares:
    • A largura ideal da escada depende do uso (residencial, público, serviço), mas geralmente varia entre 80 cm (mínimo em residências) e 1,20 m.
    • Para escadas com mais de 2,90 m de altura, é necessário incluir um patamar, cujo comprimento deve ser, no mínimo, igual à largura da escada.
  6. Verificar Regulamentações Locais:
    • Antes de finalizar o projeto, é crucial verificar se todos os aspectos estão em conformidade com as normas e regulamentações locais de construção.

Ao projetar e calcular uma escada, é essencial equilibrar a estética, a funcionalidade e a segurança. Cada detalhe, desde a escolha dos materiais até a iluminação e o acabamento, deve ser cuidadosamente considerado para garantir que a escada não apenas atenda às necessidades práticas, mas também contribua para a beleza e harmonia do espaço construído.

Fique por dentro das tendências de arquitetura corporativa e arquitetura residencial, história da arquitetura, curiosidades sobre arquitetura, paisagismo e muito mais em Arquitete suas ideias.

O blog “Arquitete suas Ideias”, como qualquer site informativo na internet, está sujeito a cometer imprecisões. Considere apurar e confirmar informações críticas.

Compartilhar

Rolar para cima