A arquitetura vernacular é considerada por muitos a linguagem arquitetônica mais antiga e uma das mais sustentáveis que conhecemos. Definida por seu caráter regional, prioriza as técnicas construtivas tradicionais e o uso de materiais do próprio local, como é o caso das casas de pau-a-pique, as casas de bambu e as casas de adobe. Essas técnicas tradicionais muitas vezes são passadas de geração em geração e ajudam na criação de uma identidade única para cada região.

arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_03

arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_04

Essa linguagem arquitetônica é considerada uma das mais completas em termos de sustentabilidade. Isto porque se preocupa com todo o processo de construção. Desde a escolha dos materiais, que são retirados do próprio local, até as estratégias de conforto térmico da casa. É considerada uma arquitetura sustentável, ecológica e bioclimática. Existem muitos exemplos desse tipo de construção pelo mundo. Um desses exemplos são as casas feitas de adobe.

arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_02

O adobe é um material bem antigo, e é composto por terra crua, palha, e fibras naturais. Com essa mistura são feitos tijolos, que são moldados artesanalmente em fôrmas e deixados no sol para secar. Muito indicado em climas secos, o adobe possui grande capacidade térmica. Ele mantém a temperatura interior da casa fresca durante o dia e quente durante a noite. É um excelente isolante térmico, e possui um baixo custo de produção. Apesar de ser antigo, o adobe vem sendo bastante estudado e aprimorado, com o surgimento de novas alternativas, como é o caso do superadobe, que nada mais é do que sacos preenchidos com adobe, que são empilhados na hora da construção. Hoje em dia podemos ver exemplos bastante modernos que utilizam o adobe como matéria prima.

arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_06arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_07

arquitetura_vernacular_arquitete_suas_ideias_05

Fonte texto: Pensamento verde  Planeta Sustentável  Dicas de arquitetura

Fonte fotos: Sustentarte  j2 Construction  Fragmaq  Archdaily