Considerada a casa do ano em 2011, este projeto me chamou muita a atenção por um motivo: sua simplicidade.

Conheça mais deste projeto a seguir:

 

Com uma área de 36m² (bem diferente do estilo minha casa minha vida) os arquitetos conseguiram chegar a um projeto sofisticado, que traz espaço abertos, bem iluminados e que custa o mesmo que um carro de preço médio.

A inspiração principal desde projeto foi as tradicionais casas japonesas, que trazem na sua essência o perfeito balanço entre a luminosidade, flexibilidade e conforto. O segredo para que tudo isso desse certo? Uma casa pré-fabricada. Uma técnica já conhecida há anos, que se adapta facilmente a qualquer novo desenvolvimento que possamos criar. Com isso a construção se torna rápida, fácil e principalmente barata.

Como em uma casa tradicional japonesa, onde também existia um certo tipo de padronização, chamado “ken” onde as colunas tinham um espaçamento regular, os elementos como painéis de madeira, papel ou tatamis, eram produzidos em locais diferentes do Japão, mas que se encaixavam perfeitamente na hora de construir a casa.

Com essa base milenar de conhecimento, o escritório pode adaptar seu projeto para que seguisse o mesmo exemplo. Os módulos de 1,5x3m de estrutura wood-frame, podem ser dispostos ao gosto do cliente. Quase como um quebra cabeça, esta casa pode se transformar em diversos ambientes, assim como aumentar ou diminuir conforme os módulos de portas e janelas são adicionados ou retirados em uma configuração máxima de 36m².

A estrutura toda envidraçada pode ser rapidamente moldada para suprir as necessidades dos seus moradores. Caso queiram mais privacidade, a MIMA house vem com painéis adicionais que podem ser colocados tanto internamente quanto externamente, no local de qualquer parede ou janela.

A customização vai mais além, ao ponto de que cada painel pode ter um revestimento diferente, onde em questão de segundos uma parede externa ou interna pode mudar de cor ou acabamento, somente trocando a lâmina do painel.

Além dessa variedade de possibilidades, os arquitetos criaram um software que reconhece o seu terreno via Google Earth e podem em cima disso criar um modelo 3D dando uma noção de como sua casa vai ficar, por dentro e por fora.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=_n2eRvuQP3g&feature=player_embedded]

Fontes: Espaço Decorado e Arch Daily