Construir uma casa nova no terreno onde já existia uma casa de um pavimento com 300 metro quadrados, mantendo somente 50% da construção e demolir o restante. Foi o que o cliente pediu para o arquiteto por causa do precário estado da casa original dentro desse terreno.

Os pedidos do cliente não pararam por aí, fazer uma nova fachada, criando um acesso associado com o pátio frontal, espaços de convivência conectados com as áreas externas e um quarto principal independente com vista para a paisagem externa foram outros pedidos para a realização dessa residência.

Com todos esses pedidos, o arquiteto Tomás Sweet propôs trabalhar em dois programas principais. O primeiro, fazer no primeiro pavimento algumas extensões que ligassem os pátios, entrada, área para churrascos, jardins e playground. O segundo, no piso superior, deveria conter quase todo o restante da casa, para que o térreo ficasse livre, construindo com materiais novos que criariam a nova imagem da casa.

Na primeira fase do programa, o projeto definiu diferentes áreas para um jardim contínuo pela casa. Foram projetadas uma nova sala de estar e um terraço, definindo as áreas para a churrasqueira e para a piscina. As áreas dos quartos também foram aumentadas assim como ficaram definidos o playground e terraços mais privativos.

Na segunda fase, o arquiteto quis trabalhar com 3 elementos de pedra que deram uma total repaginada para a aparência da casa, que quebrou com a geometria plana da residência original. Esses 3 elementos definiram a entrada com pé direito duplo, a sala de estar conectada com o terraço e finalmente o quarto principal, como um ícone volumétrico, dominando o jardim e a paisagem a sua volta.

A casa fica situada em Santiago no Chile e a metragem final foi de 485 metros quadrados. Engenheiro responsável foi Alex Popp e fotografias de Fellipe Fontecilla e do próprio arquiteto Tomas Sweet.

Fonte: Archdaily

↓↓↓  Não esqueça de classificar este post!!!